Follow-up: Parecer do Provedor de Justiça sobre queixa por abuso de contratos a termo na carreira docente

by

http://www.provedor-jus.pt/archive/doc/Oficio007481.pdf

São 16 longas páginas onde basicamente se diz que as coisas não podem continuar assim, nem que seja preciso ir para tribunal.

À argumentação eu adicionaria apenas o artigo 59.1a da Constituição: “(…) para trabalho igual salário igual (…)”.

Anúncios

Uma resposta to “Follow-up: Parecer do Provedor de Justiça sobre queixa por abuso de contratos a termo na carreira docente”

  1. Miguel Gonçalves, ISCAC Says:

    Obrigado, Nélson.
    Pena que o coronel de lápis azul da UBI tenha censurado este espaço. Se ele fosse contratado com 16 anos de serviço, talvez a música fosse outra. O Xufre deixou sementes no SNESup. Interrogo-me sobre o lugar que o AV terá daqui a alguns anos. Talvez numa Comissão que avalie a actual que por sua vez está a avaliar o extinto programa das NO chefiada pelo Xufre. Viva Portugal.

Os comentários estão fechados.


%d bloggers like this: