Cem dias de governo

by

Consultei uma ‘timeline‘ de um jornal online sobre os  momentos mais assinaláveis dos primeiros dias de Governo. Sobre o Ministro da Educação quase nada.

Contudo, a 9 de Setembro o Expresso anunciou “Governo e ‘profs’ de acordo“. Logo no cabeçalho da notícia percebe-se que afinal Crato chegou a acordo com 7 dos 13 sindicatos que se apresentaram a negociação. Logo daí se entende que é forçado dizer que os ‘profs’ estão em acordo. Seria talvez melhor jornalismo informar que o Governo chegou a acordo com alguns sindicatos de professores, alguns dos quais representantes de escassas dezenas de docentes. Mais tarde fomos percebendo que o acordo negocial, que diz respeito a questões de avaliação de docentes do básico e secundário, continha logros, e que alguns dos que participaram se queixam agora da interpretação que foi dada ao pretenso acordo.

Sobre ensino superior, nada. Sobre investigação, nada.
No que nos diz respeito, os primeiros cem dias foram cheios de nada, uma nulidade.
Anúncios

Etiquetas: , , ,

Uma resposta to “Cem dias de governo”

  1. nsousa Says:

    então, isso era mais ou menos o que se pressentia com a junção dos dois ministérios. Muita medida para a educação, pouca para o superior.

    Ok, entre pouca e nenhuma ainda vai uma distância 🙂

Os comentários estão fechados.


%d bloggers like this: