(Notas de) reflexão sobre o SNESup: a Newsletter SNESup Ciência e Tecnologia

by

2 ª Sessão  – Comunicação.
 Comunicação: 
  – Matriz de comunicação veículos / públicos.
– Produção de conteúdos – materiais de apoio, estilo, cuidados de redacção, grafismo, oralidade, papel da assessoria de comunicação e imagem.
 – Importância dos feed-backs (respostas a comunicados, acessos ao site,  acessos ao Forum, comentários no Forum, sindicalização / dessindicalização).
 
  https://forumsnesup.wordpress.com/2011/01/20/seminario-de-reflexao-sobre-o-snesup/

 Porque os públicos são distintos, não só em termos de interesses profissionais, mas em termos de experiências colectivas e de background cultural (muitos dos colegas investigadores dos Laboratórios Associados são estrangeiros)  foi, entre outras iniciativas que concretizaram a viragem para os investigadores, criada  a Newsletter SNESup Ciência e Tecnologia, que se publica desde Junho de 2010.  

 http://www.snesup.pt/snesupcienciaetecnologia.shtml

 Quando falo da viragem para os investigadores, prevista no Programa de Candidatura da Direcção 2008-2010  falo de um esforço concretizado a partir de Dezembro de 2009 e arrancado a ferros. Há casos notáveis no SNESup de  resistência à inovação. Este foi um deles.
 
SNESup Ciência e Tecnologia é a fácil visível desta viragem, viragem essa concretizada com o grande empenhamento do Rui Borges e a colaboração do Paulo Peixoto, do Luís Belchior e do Romeu Videira. Uma área de responsabilidade que tem mostrado ser responsável.
 
Para que não sejam só elogios, duas críticas:
 
A primeira, que a periodicidade mensal talvez não esteja ainda totalmente adquirida. Por mim, considero o llega quando llega um mau princípio na comunicação sindical.
 
A segunda, parecer a  SNESup Ciência e Tecnologia  por vezes um clone do InfoSNESup. Faz-se um extenso copy paste de  textos que dizem pouco aos investigadores ou que para serem compreendidos precisam de um quadro de referências que um leitor que é contactado há pouco tempo ainda  não tem.
 
Os materiais da newsletter “geral” deveriam nalguns casos ser adaptados ou, como agora se diz “editados”. Dá trabalho ? Pois dá, mas para isso é que serve o trabalho de equipa.
  
Mesmo assim os feed-backs não são maus. Colegas investigadores que não queriam receber um InfoSNESup que nada lhes dizia (no Seminário explicar-se-ia em sala que  foi um feedback concreto que levou à decisão de fazer uma newsletter própria), recebem agora uma newsletter que poderia e deveria ser melhorada mas que sabem ser feita para eles.    
  
 O facto é que a  “concorrência” está aflita. Todos os comunicados da FENPROF, inclusive os apelos à greve, mencionam agora também os “Investigadores Científicos” (especificação necessária para se perceber que não são os da PJ ?). O problema é que a FENPROF estatutariamente (conferi as alterações do último Congresso)  continua a não representar os investigadores. Mas uma pitadinha de publicidade enganosa nunca fez mal a ninguém.

Para todos compreenderem  a importância que dou à capacidade de o SNESup representar bem os investigadores recordo o meu

https://forumsnesup.wordpress.com/2009/11/24/20-anos-do-snesup-docentes-vs-investigadores/

Anúncios

Uma resposta to “(Notas de) reflexão sobre o SNESup: a Newsletter SNESup Ciência e Tecnologia”

  1. joão leitão Says:

    Só uma mea culpa, é de referir na rubrica rosto da notícia como um colega apelidou por mim ok nada contra, a vida dos investigadores que por lapso não referi, mas também deve e tem que estar presente

    João

Os comentários estão fechados.


%d bloggers like this: