CÁLCULO DA ADESÃO À GREVE NO ENSINO SUPERIOR INFLACIONADA PELO MCTES ?!

by

Colegas,

Como sabem o pré-aviso feito pelo SNESUp incidiu sobre as actividades docentes e de investigação programadas.

Acontece que a DGAEP concebeu um aplicativo para carregamento electrónico de dados de adesão a greves em 2007, em que desde essa altura Teixeira dos Santos exige das instituições informação sobre:

1) o numero total de trabalhadores em greve
e
2) O NUMERO TOTAL DE TRABALHADORES

para apuramento de resultados.

No caso especifico do Ensino Superior, existe uma elevada probabilidade de Mariano Gago não ter dado instruções para alterar a forma de cálculo, face à especificidade da greve anunciada pelo SNESup.

Assim, creio que o que acontecerá é que as instituições de ensino superior face à alínea 2) (NUMERO TOTAL DE TRABALHADORES) informação sobre:

– o numero total de docentes e investigadores afectos à instituição

EM VEZ

do número total de docentes QUE TINHAM ACTIVIDADES PROGRAMADAS….

O MCTES no seu melhor, continuará a dar provas de falta de transparência!

Saudações Sindicais,

Paulo Cruchinho

Anúncios

%d bloggers like this: