Questões?

by

Caros participantes neste fórum que um dia pretendeu ser do SNESup. Este fórum foi criado com o seguinte objectivo apresentado no seu estatuto editorial: “O Fórum SNESup pretende constituir um novo veículo de informação e debate sobre questões relacionadas com o ensino superior e a investigação científica”.
De há uns tempos para cá que começou a ser utilizado como arma de arremesso de alguém, com interesses próprios, contra tudo e contra todos. Na minha opinião há muito que não serve os propósitos para que foi construído.

Nos comentários que leio consigo reconhecer colegas e alunos que estão efectivamente preocupados com a situação que actualmente se vive no esino superior politécnico, consigo reconhecer personagens fictícias que mais não são alter-egos de alguns e consigo reconhecer quem não tem nada a ver com o ensino superior público, quem não faz a minima ideia do que é ensinar, investigar nem participar em órgãos de gestão de instituições de ensino superior.

Para os colegas e alunos efectivamente preocupados com a situação que actualmente se vive no ensino superior reconheço que existem questões que só eu consigo dar resposta mas pelo exposto anteriormente há muito tempo que me abstenho de comunicar através deste meio. Podem sempre colocar-me as questões que entenderem por bem colocar. Os meus e-mails são públicos e conhecidos:

goncalo@dem.isel.ipl.pt e gxufre@snesup.pt.

Por último podem utilizar este meu úlitmo post neste fórum. Darei todas as respostas dentro da disponibilidade de tempo que infelizmente não é muita. A única condição para responder a uma questão é que quem a fizer que se indentifique. Por favor indique o nome, a ligação ao ensino superior, a instituição onde trabalha e ligação (se existir) ao SNESup.

Apesar de não ser necessário, pois o escurtínio a que tenho sido sujeito nos últimos meses não deixa muito para revelar, aqui fica a minha identificação académica para dar o exemplo (um pouco mais detalhada do que é necessário):

Nome: Gonçalo Xufre Gonçalves da Silva

Docência:
De 1998 a 1999 – Equiparado a Assistente do 1º Triénio no ISEL;
De 1999 a 2002 – Equiparado a Assistente do 2º Triénio no ISEL;
De 2002 a 2008 – Equiparado a Professor Adjunto no ISEL;
De 2008 até hoje – Professor Coordenador no ISEL.

Investigação:

De 1994 a 1998 – Investigador no grupo de Redes Neuronais e Processamento de Sinais do INESC;
De 2002 a 2008 – Investigador no Centro de Investigação Operacional da FCUL;
De 2008 até hoje –  Investigador do GECAD;

No ISEL exerci vários cargos de gestão científica, pedagógica e administrativa ao longo dos últimos anos. Neste momento sou membro do Conselho Centífico e membro eleito do Conselho Pedagógico.

Gonçalo Xufre.

Anúncios

10 Respostas to “Questões?”

  1. PenicheFriend Says:

    Falta dizer que é vogal da concelhia do PSD de Vila Franca de Xira.
    Já que coloca o CV, deveria colocá-lo completo.

  2. PenicheFriend Says:

    Completando o CV:
    Vogal da Concelhia do PSD de Vila Franca de Xira.

  3. António Teófilo Says:

    Olá a todos.
    Hoje em dia um fórum é uma ferramenta cooperativa essencial, pelo que se não fosse este fórum, eu participaria num qualquer outro que servisse os mesmos propósitos.
    Crie-se um fórum oficial do SNESUP, para que se possa participar nele.
    Força nisso.
    António Teófilo, ISEL

    • Gonçalo Xufre Says:

      Caro Teófilo,

      Concordo que um fórum tem um enorme potencial na dinamizaçao colectiva. No entanto deve ser uma ferramenta utilizada na procura de um objectivo comum. O problema está quando começa a ser utilizado como arma de arremesso contra alguns. Concordo contigo relativamente à necessidade do SNESup criar o seu fórum oficial.

      Abraço,

      Gonçalo.

  4. Gaia Says:

    Caro Gonçalo,
    A sua entrada no fórum não podia ter sido mais infeliz…se é presidente de um sindicato porte-se como tal ou ninguém o levará a sério.
    Defender ideias perante as massas e agir de forma contraditória é muito pouco digno para alguém com a sua responsabilidade, mas fazê-lo como se fosse natural é ainda mais grave. Demonstrou aqui uma inconsciência brutal do sentido democrático e da livre expressão de ideias, capaz de fazer corar os mais medonhos DITADORES.
    Cumprimentos e tenha bom senso
    Gaia
    PS- Do seu currículo, a única coisa que me ocorre é: “tão novinho e já com tanta persporrência!”

  5. evespertina Says:

    Gonçalo, não vou apresentar-te o meu curriculum e, por isso, não tens que me responder a nada. Vai mas é ler o post do Moutinho e talvez consigas informar-te melhor acerca do fórum.
    Devias acrescentar ao curriculum como se faz para chegar a prof. Coordenador pois deves saber isso melhor que ninguém.
    Nunca te questionaste acerca do aparecimento dos alter-egos? Talvez tenha sido por tua causa.

  6. evespertina Says:

    Uma sugestão.
    Em vez de “questões” publica outro post com o título “elucidações” que é o que os associados do SNESUP estão à espera neste momento.

  7. evespertina Says:

    Quando as pessoas tocam muitos instrumentos ao mesmo tempo ficam sem tempo para alguns deles. É pena que, neste caso, este tenha sido relegado para 2º plano. Não é só aceitar cargos. Depois tem que haver tempo para fazer o trabalho.

  8. M Says:

    Voltaire: “Não concordo com uma palavra do que dizes, mas defenderei até à morte o direito que tens de pronunciá-la”. Gonçalo: se tinhas alguma razão, acabaste de a perder. Os docentes já sofreram e bastante com a cisão Snesup/Fenprof. Vão ainda penar mais pela divisão Gonçalo/Ivo? Já não nos chega o Gago e os sindicatos zero?

  9. XÔ! Says:

    Tudo isto se afigura desagradável, mas NÃO SE DESVIEM DO ESSENCIAL, por favor. Independentemente das razões de cada um, A OCASIÃO EXIGE QUE OS ENVOLVIDOS PONHAM DE LADO AS ANIMOSIDADES PESSOAIS para que possam desenvolver com a máxima serenidade, sensatez, celeridade e eficácia o trabalho em prol dos professores, que é afinal, sempre, a sua razão de ser no sindicato. Portanto, CENTREM-SE NA LUTA EM CURSO. Joguem com todos os meios que estejam ao vosso alcance. As questões de ordem jurídica aparecem como uma peça chave. O SINDICATO TEM UM PAPEL ESSENCIAL A DESEMPENHAR NESTE MOMENTO.

Os comentários estão fechados.


%d bloggers like this: