liberdade de expressão

by

Leio pasmado a entrada do Gonçalo Xufre:

Caros participantes neste fórum que um dia pretendeu ser do SNESup. Este fórum foi criado com o seguinte objectivo apresentado no seu estatuto editorial: “O Fórum SNESup pretende constituir um novo veículo de informação e debate sobre questões relacionadas com o ensino superior e a investigação científica”.
De há uns tempos para cá que começou a ser utilizado como arma de arremesso de alguém, com interesses próprios, contra tudo e contra todos. Na minha opinião há muito que não serve os propósitos para que foi construído.

Em primeiro lugar, devo dizer que em nenhum momento este fórum pretendeu ser (pertencer ao) do SNESup. Transcrevo o Estatuto Editorial:

O Fórum SNESup pretende constituir um novo veículo de informação e debate sobre questões relacionadas com o ensino superior e a investigação científica.

Para que não se fique pelos tons cinzentos da “informação institucional” vai ser dinamizado por um colectivo de autores que , nesta fase, ainda terão em comum o serem ou terem sido dirigentes do SNESup.

No entanto, as opiniões publicadas não emanarão necessariamente  do Sindicato nem ficarão a vinculá-lo. Apenas vincularão os autores do blogue que escreverem o nome por baixo ou, quando tal seja indicado,  o colectivo editorial no seu conjunto.

Para que o acesso dos leitores não se faça apenas por via dos comentários, convidaremos colegas que não pertencem ao colectivo editorial a colocarem posts no blogue e acolheremos com interesse as propostas de publicação de textos de opinião que nos fizerem chegar.

O colectivo editorial de Fórum SNESup

Permitam-me que acrescente sublinhados:

vai ser dinamizado por um colectivo de autores que , nesta fase, ainda terão em comum o serem ou terem sido dirigentes do SNESup

No entanto, as opiniões publicadas não emanarão necessariamente  do Sindicato nem ficarão a vinculá-lo.

Só nestes termos aceitei dele fazer parte, o que aliás tenta ser coerente com a minha decrescente disponibilidade para trabalhar neste tipo de questões.

Devo acrescentar que este Estatuto Editorial foi aprovado por circulação entre os membros do Colectivo e que tenho um email com as últimas correcções introduzidas pelo Gonçalo…

Por outro lado, não foram poucas as ocasiões em que exortei o Gonçalo Xufre a participar activamente no mesmo. Aliás, como fiz com outros membros do Colectivo. Se o Fórum se transformou em algo que ele não antecipara, a culpa é essencialmente dele. A abstenção tem um preço. Xufre é responsável por reiterada omissão!

A tomada de posição de Gonçalo Xufre e o tom escolhido ajudam-me a sair da letargia que havia escolhido assumir e obrigam-me também a tomar posição. A restrição à liberdade de expressão e em concreto, o ataque ao direito de tendência, são quase um apelo irrecusável ao combate.

Retirar a referência ao fórum no site do SNESup é um tique ditatorial que se lamenta mas que é pouco mais do que ridículo.

O Fórum continuará e continuará acessível por este ou por qualquer outro nome.

Não tenho que subscrever tudo o que é escrito neste fórum, mas lembro-me sempre das palavras de Voltaire que volto a parafrasear (perdoem-me não recordar a citação exacta): não concordo com uma palavra do que diz mas seria capaz de arriscar a vida para que pudesse continuar a dizê-lo!

É essa disponibilidade para aceitar a opinião divergente e a crítica que distingue o democrata e o livre pensador.

ps: à hora que escrevo o Fórum tem perto de 60 000 visitas, das quais mais de 600 aconteceram hoje, depois da retirada da referência…

Anúncios

Etiquetas:

4 Respostas to “liberdade de expressão”

  1. evespertina Says:

    Moutinho, da parte que me toca, agradeço o teu precioso regresso a este fórum, principalmente por um motivo destes. Como já te tinha dito, prezo muito a tua opinião.

  2. evespertina Says:

    Já percebeste agora porque é que os participantes no fórum usam nicknames. Porque se aperceberam disto que aqui descreves já há algum tempo.

  3. XÔ! Says:

    Tudo isto se afigura desagradável, mas NÃO SE DESVIEM DO ESSENCIAL, por favor. Independentemente das razões de cada um, A OCASIÃO EXIGE QUE OS ENVOLVIDOS PONHAM DE LADO AS ANIMOSIDADES PESSOAIS para que possam desenvolver com a máxima serenidade, sensatez, celeridade e eficácia o trabalho em prol dos professores, que é afinal, sempre, a sua razão de ser no sindicato. Portanto, CENTREM-SE NA LUTA EM CURSO. Joguem com todos os meios que estejam ao vosso alcance. As questões de ordem jurídica aparecem como uma peça chave. O SINDICATO TEM UM PAPEL ESSENCIAL A DESEMPENHAR NESTE MOMENTO.

    • ivogoncalves Says:

      Justamente por as questões de ordem jurídica serem essenciais e o Gonçalo Xufre ter o controlo do acesso aos advogados há que restabelecer a colegialidade do funcionamento da Direcção

Os comentários estão fechados.


%d bloggers like this: