Lisboa – a que faltava

by

Mensagem de um colega do ISEL que tem sido um dos mais inconformados com o andamento do processo de revisão dos estatutos e cuja dinâmica tem sido fundamental na mobilização do ISEL.

“No ISEL estiveram entre 100 a 125 docentes. Estiveram presentes pelo SNESUP José Manuel Igreja que falou à comunicação Social e pelo SPGL Hernâni Mergulhão.

Tivemos tambéma polícia em forma de visita que tentou identificar os activistas… Mas depois de uma conversa com o Hernâni em que este explicou tratar de uma manifestação expontânea de desagrado por parte dos docentes não tendo sido organizada por ninguém em particular, onde ele foi adiantando quais os motivos, até a policia foi mais fácil de convencer com as razões da nossa luta que o ministro. Pensamos que a adesão em termos de concentração na frente da escola terá sido superior à registada no dia 3 de Junho, onde estariam perto de 100 docentes durante o protesto. Poderão ver foto do protesto no Correio da Manhã.

Vitor Costa”

Anúncios

%d bloggers like this: