Universidades de Ciências Aplicadas

by

Em finais do ano de 2004 criou-se informalmente a rede europeia de universidades de ciências aplicadas (http://www.hbo-raad.nl/publicaties/doc_download/800-european-network-for-universities-of-applied-sciences).

Constituída pelas associações nacionais das universidades de ciências aplicadas da Holanda, Finlândia, Irlanda, Austria, Suiça, Alemanha, Dinamarca e Estónia, acolheu em 2008 o CCISP (Conselho Cordenador dos Institutos Superiores Politécnicos) como seu membro.

Sendo neste momento um movimento de muita força na defesa de Universidades com vocação em formações orientadas profissionalmente representa o caminho que deve ser assumido de igualdade de tratamento entre dois sub-sistemas de ensino superior: o universitário clássico e o universitário de cariz aplicacional.

Esta igualdade de tratamento é muito importante no desenvolvimento de qualquer sistema de ensino superior que se quer de qualidade.

Único nos seus direitos e deveres, diverso nos objectivos a alcançar.

Em Portugal seria muito importante que na organização do nosso ensino superior não se perdesse este “comboio” que já circula a uma velocidade considerável e que, ao mesmo tempo que se clarifica as diferenças nos objectivos, se assumisse a igualdade de direitos e deveres entre os nossos dois sub-sistemas.

Começar por assumir que os Institutos Politécnicos são Universidades de Ciências Aplicadas seria um primeiro simples, mas muito importante, passo.

Anúncios

Etiquetas: , , ,


%d bloggers like this: